Crônicas do Cotidiano

Autoria: Darkhealm
Originais - aventura, comédia, drama, romance
livre - aguardando continuação



- É aqui, Day.

Dayane olhava para a entrada da academia, tinha uma fachada simples, mas agradável, as paredes estavam pintadas com uma cor azul não muito chamativa e só possuía a porta de entrada de vidro, daqueles feitas para empurrar, não dava para ver nada pelo vidro, apenas umas barras de metal colocadas na parede para as pessoas fazerem alongamentos logo que entrassem, com certeza quem passasse ali pela primeira, ou até segunda vez, não ia perceber que aquilo era uma academia de tão simples que era. Ainda observando Dayane suspirou, olhou para baixo e fechou os olhos dizendo para sua amiga:

- Aline, o que exatamente viemos fazer aqui? Somos do time de futebol feminino de nossa escola, mas por que me chamou com tanta urgência a vir para uma academia de luta e musculação?

- Ora, conhecer pessoas novas é sempre bom, sua boba! - respondeu a outra garota. - Além do mais, conheço uns amigos muito gatos que freqüentam aqui! Não é você que estava louca pra arranjar namorado?

Dayane parou, pensou, cogitou até voltar para trás, porém subitamente decidiu empurrar a porta de entrada e assim entrou junto com Aline.

Assim que Dayane entrou na academia, ouviu um barulho muito alto e forte, como se algo tivesse acertado com muita força o chão, as duas amigas andaram um pouco, e estranhamente Aline parecia mais alegre conforme ia andando, como se estivesse rindo de algo. Mais uma vez o mesmo barulho, só que mais forte, Aline foi adentrando uma porta, Dayane parou hesitante perto da mesma, mas foi puxada por Aline para dentro, e lá ela achou a origem do barulho.

Alguns garotos estavam praticando Hapkido. Os rapazes em luta alternadamente atiravam o oponente sobre o piso, daí a causa do som. Mesmo sem conhecer o esporte, Dayane conseguiu perceber quais dos praticantes ali presentes já eram veteranos e quais os que ainda davam seus primeiros passos naquele estilo de luta. Aline riu mais, apontando para um rapaz loiro e dizendo:

- Aquele ali é um dos amigos meus, não é um gato?

Dayane ficou vermelha com o comentário de Aline, mas por mais que Day tentasse, ela tinha que admitir que Aline estava certa, ele era alto e era dono de um porte físico mediano, mas tinha um destaque entre todos os outros praticantes, que olhavam para ele com um ar de respeito, ele olhou para Aline e Dayane com um sorriso, essa ultima virando o rosto ainda vermelho, e Aline puxou Dayane para perto dele, começando a falar:

- Beto, esta é a Dayane!

- Ora, prazer em conhecer - saudou o lutador, rosto suado. - E então, é a primeira vez que vem aqui?

- Sim... - Day estava ruborizada. - Pratico futebol, porém nunca me interessei muito por lutas, para falar a verdade... O único contato que até hoje tive com isso foi jogando Mortal Kombat com o irmão da Aline!

- E apanhando... - completou a outra menina em tom de deboche.

Day olhou de canto para Aline que estava rindo ainda, e então olhou novamente para o cara loiro e falou:

-Você... Conhece a Aline de onde? Eu nunca vi você na escola sabe... E... Você parece também mais velho que... Oh! Desculpe!

Day colocou a mão sobre a boca, se arrependendo de dizer isso, ficou pensando se o havia ofendido, mas ele e Aline riram e ele começou a falar:

- Sou mais velho sim, já tenho dezenove. Terminei o colegial ano passado, pois repeti a oitava série uma vez. Foi então que comecei a praticar Hapkido. O esporte me ajudou inclusive a me concentrar mais nos estudos.

- Que bacana! - Dayane maravilhou-se.

Nisso, o professor se aproximou. Era um senhor de uns cinqüenta anos, descendência oriental e feições simpáticas.

- Perdão senhoritas, poderiam sentar ali naqueles bancos e assistirem à aula quietinhas?

A voz dele era autoritária, mas calma e gentil, apenas com o pedido dele as duas garotas olharam para Beto, que acenou com a cabeça e voltou para a aula, enquanto elas se sentaram e observaram o decorrer do treino, alguns alunos mais novos tentavam fazer quedas bonitas, chutes bem feitos e socos com impacto para atrair a atenção das garotas, mas acabavam falhando em suas tentativas. Todo o treino era extremamente organizado, aparentava ser meio bruto, mas com os veteranos tudo parecia muito mais suave, mas intenso.

 

Quando foi a vez de Beto lutar, Aline disse para Day com um som de deboche:

- Esses babacas não são nada perto do Beto, ele poderia até dar uma surra no Bruce Lee!

- Mas Bruce Lee não lutava Kung-Fu? - estranhou Dayane.

- Bem... Ah, você entendeu!

Beto posicionou-se diante de seu adversário: um rapaz moreno e de cara de poucos amigos. Pelo que puderam notar, parecia ser o segundo melhor ali. Talvez não seria tão fácil para o amigo de Aline derrubar aquele oponente.

O rapaz começou dando um soco na direção de Beto, as garotas ficaram impressionadas com as velocidade do golpe e o barulho feito quando o soco acertou em cheio o peito dele, ele foi um pouco para trás e conseguiu desviar a direção do outro soco, o rapaz, que estava avançando rapidamente, acabou avançando rápido demais, Beto parou e segurou o braço que estava levantado para dar outro soco e derrubou rapidamente o adversário, que caiu sem reação no chão, acabando a luta com vitória de Beto. Aline assoviou baixinho e Dayane ficou impressionada, não esperava que uma luta fosse tão intensa assim...

- Viva o Beto! - Aline, pulando e agitando os braços, era quase uma cheerleader.

- Calma, sonsa! - Dayane abaixou as mãos da amiga bruscamente, sabendo que ela estava fazendo com que pagassem mico.

Beto se aproximou das duas sorrindo e disse, cheio de carisma:

- O treino está acabando, não querem ir comer um lanche ou tomar um suco logo depois?

- Adoraríamos! - respondeu Day.

Alguns momentos depois, Beto já estava vestido para ir com as meninas, parecendo ainda mais elegante do que com as roupas de Hapkido, Day ficou ainda mais vermelha.

- Estou pronto, não se importam se eu levar um amigo meu, né?

- Nãooo!!! Quanto mais gente melhor! - disse Aline rindo.

Day não pensava da mesma forma, mas ela olhou para o rapaz que estava atrás dela e de repente parou de ficar vermelha, olhando paralisada para ele, alguma coisa naquele garoto deixava-a interessada, seus olhos e cabelos eram negros e sua musculatura maior que a de Beto, provavelmente tinha a mesma idade dele e também possuía uma barba bem rala, não que esses detalhes pudessem ser notados à primeira olhada, mas estranhamente ela notou. Ficou olhando para ele, e enquanto ele distraidamente arrumava as coisas na mochila dele, Aline percebeu o interesse que Day tinha no garoto e a cutucou com o ombro falando baixinho:

- É um gatinho, né?

- Qual o nome dele? - Dayane estava ansiosa por saber.

- Guto.

O menino que encantou Day se juntou ao grupo, o qual se dirigiu para fora da academia. Já estava escurecendo, e o entardecer dava um bonito aspecto alaranjado ao céu. Tímida, mas decidida, Dayane tentou quebrar o gelo com o paquera:

- Oi...

- Ah, olá! - ele sorriu.

- Tudo bem?

- Sim, e você? Como se chama?

- Meu nome é...

Quando a garota ia se apresentar, espontaneamente Aline deu um empurrãozinho em Dayane, que acabou sendo um pouco forte demais, fazendo ela perder o equilíbrio e...

- Você está bem? Não se machucou?

Sem perceber, Guto a havia segurado antes que caísse, ela ficou vermelha e permaneceu olhando para ele, ele com uma expressão de preocupação ficou esperando a resposta dela.

- Eu estou bem... Hum, sério...

Ela ficou um tempo parada e respondeu à pergunta dele um pouco vermelha:

- Dayane... É o meu nome...

- Bonito nome!

E prosseguiram rumo a uma sorveteria próxima, a inconveniente Aline cruzando os braços emburrada. Tinha início ali uma história repleta de amor e experiências inesquecíveis entre dois jovens que se encontraram por acaso...

 

 



    Próximo Capítulo »»»








Comentar Este Texto VIA FF-SOL
Visualizar Todos os Comentários VIA FF-SOL (18 Comentários Atuais)



Goldfield - 2009-05-23 22:25:37
Gostei de introduzirmos um novo personagem, e gostei muito do capítulo também, principalmente do final. Abraços o/




Goldfield - 2009-02-09 20:28:13
Flávia aprendendo um pouco sobre a vida! =D Gostei muito de escrever esse capítulo o/ Abraços.




Goldfield - 2009-01-12 23:06:53
Ficou ótimo! Como você mesmo disse, foi muito divertido fazer esse capítulo! ;) Abraços.




Goldfield - 2009-01-05 20:51:16
Gostei desse nosso capítulo! Aos poucos o caminho para a Aline se reconciliar com a Day fica mais fácil =D Logo faremos mais! ^^




Goldfield - 2008-12-19 10:36:03
Gostei de retratar mais a família do Guto, e a avó dele é uma personagem sem dúvida interessante ;) Abraços.




Goldfield - 2008-12-12 12:27:20
Eu estou torcendo para que nós consigamos reconciliar as duas, hauahauahau! =D Ótimo capítulo! Abraços.




Goldfield - 2008-12-07 22:28:52
O capítulo ficou muito bom, adorei compararmos a Flávia à Jéssica! ;) Logo faremos mais, hehe o/






Comentar Este Texto VIA FF-SOL
Visualizar Todos os Comentários VIA FF-SOL (18 Comentários Atuais)
 

 

 

 


Esta página faz parte do site FF-SOL