Pressentimentos

Ficwriter: Videl_EK
Dragon Ball Z/GT - drama, romance - original
12 anos - completa


 

Nota da autora: Essa história se passa na noite anterior à morte do Vegeta na saga do Boo.

 
 

 

Bulma olha no relógio. Já é tarde. Passou as últimas semanas trabalhando em um novo projeto da Corporação Cápsula. Decidiu ir para o quarto tomar um banho e ficar junto com seu príncipe.

Chegando no quarto, Bulma encontra Vegeta na janela, pensativo, olhando o nada.

Bulma: Vegie...tudo bem??

Vegeta: ...

Bulma: Vegetaa??

Vegeta: O que foi?

Bulma: Eu que pergunto...nunca te vi assim tão longe. Pensando em algo? Algum problema?

Vegeta se vira e abraça Bulma, de uma forma tão terna mas ao mesmo tempo tão forte como...como uma despedida. Ela não entende, mas acha que seu marido quer carinho. Ela corresponde com a mesma intensidade. E ficam ali durante algum tempo.

Vegeta: Quer que eu prepare a banheira pra você?

Bulma: Vegie, tá acontecendo alguma coisa? Algo que eu não sei? Você está...estranho?

Vegeta: Só porque te dei um abraço e quero preparar seu banho? Tudo bem, não faço mais ¬¬

Bulma: Nãão ^^ tudo bem amor...você pode fazer isso quando quiser...mas é que...voce...está diferente eu sinto isso. Vegeta, eu mais do que ninguém te conheço, e sei que alguma coisa tá te atormentando.

Vegeta: Eu só to ansioso...afinal Kakaroto chega amanhã na Terra e eu quero ver o resultado do treinamento dele no outro mundo.

Bulma: Ah..¬¬ eu já devia imaginar...claro, só poderia ser isso mesmo! Tá, eu vou até o quarto de Trunks. Pode ir preparando o nosso banho, já volto.

Vegeta: Dê...um beijo nele de boa noite.

Bulma:O_o beijo? Ãhn...ah tudo bem..."o Vegeta está muito estranho...o que será?"

Bulma vai até o quarto do filho, o manda desligar o Video Game e ir dormir. Já estava tarde e amanhã ele ia se cansar no torneio.

Bulma: Vamos Trunks, vá escovar os dentinhos.

Trunks: Já escovei mamãe! Olha só! :D

Bulma: Ah é verdade. Meu bebê está virando um homenzinho ^^ já escova os dentes sem eu mandar! Agora só falta aprender a tomar banho sem eu mandar!

Trunks: Mãããe! Eu já sou homem! O Gotem faz xixi na cama ainda! Eu não!

Bulma: Ah é? Então tá, vem..deita. Um beijo da mamãe e outro do papai de boa noite.

Trunks: Do papai? Ele mandou?

Bulma: Sim amor.Pediu para te entregar. Agora dorme.

Bulma deixou seu filho e caminhou para seu quarto. Vegeta a esperava para um banho. Pensou no abraço, no oferecimento para preparar seu banho e no beijo para o filho, mesmo não tendo ido ele mesmo entregar. "bom já é um começo" pensou a linda mulher de cabelos verdes. Vegeta estava agindo estranho, nunca que iria ele mesmo preparar o banho. Sempre que queria ficar na banheira com ela, dava a entender que era isso. Ela, claro, tinha que entender...mas eles não precisavam de palavras para se entender. Por isso ela sentia que algo estava errado...ou logo estaria.

Bulma: Vegie, já coloquei Trunks pra dormir...ele ficou contente por você ter dado boa noite à ele. Mesmo que à distância.

Vegeta: Que bom. É um bom garoto. Te ama muito...e...sempre vai cuidar de você.

Bulma: Vegie..ele também te ama sabia? Só que tem medo. Você é muito distante. Ele quer chegar mais perto, mas não sente segurança. Aliás, você prometeu leva-lo ao parque, lembra? Que tal amanhã depois do torneio?

Vegeta: É...quem sabe amanhã...

Bulma: Vegeta, vai me fala, o que você tem??

A resposta de Bulma foi um beijo, que a deixou sem ar. Um beijo com sabor de despedida. Ela não entendia, mas bem no fundinho, sentia que todas as ações de Vegeta naquela noite, soava como uma despedida. Ela ainda tentou conversar, mas o desejo só foi aumentando. Fizeram amor. Vegeta estava triste, ela sentia isso. Ela notou que durante o amor, uma lágrima caiu de seu olho. Ficou calada, não quis perguntar. Se ele não disse, tinha seus motivos. Só que aquela tristeza, estava começando a invadi-la também. Sentir seu homem daquela forma era muito doloroso, principalmente porque não tinha nenhum motivo aparente. Depois de satisfeitos, ficaram em silêncio, abraçados. Ele mais uma vez olhando o nada, só que dessa vez ela preferiu não perguntar o que era. Dormiu.

Depois de 1 hora acordado, Vegeta viu que Bulma dormia. Levantou e foi até o quarto de Trunks. Abriu um poquinho a porta e ficou olhando o filho dormir. Ele fala baixinho para não acordar a criança:

Vegeta: Cuide dela...filho. E cuide-se também.

Desceu as escadas e foi para o jardim, estava sem sono. Ficou olhando as estrelas e pela primeira vez, percebeu como eram bonitas dali da Terra. Bulma estava certa, ele estava estranho. Mas nem ele mesmo sabia o por quê. Só estava se sentindo triste, e se deixou sentir esse sentimento. De vez em quando ele se deixava dominar por sentimentos ou melhor desde que conheceu a mulher dos olhos azuis mais lindos que já viu. O Vento da noite o fazia lembrar do dia que chegou, de quando a viu pela primeira vez, quando a beijou e de quando fizeram amor pela primeira vez. Lembrou do dia em que ela disse que esperava um filho dele. E de quando Trunks nasceu e ele com seu jeito frio, nunca tinha feito nenhum carinho no filho. Um carinho de verdade. Como um abraço. Se sentiu vazio...e mais uma vez, sem ele querer, uma lágrima caiu.

Bulma: Vegeta...sem sono??

Vegeta: É...

Bulma: Veio olhar as estrelas e não me chamou?

Vegeta: Você estava dormindo, não quis te acordar.

Bulma: Ainda bem...você sempre me acorda de uma forma tão carinhosa...^^" . Sinto que você quer ficar sozinho. Qualquer coisa estou no quarto..pode me chamar.

Vegeta:Bulma...

Bulma: Sim?

Vegeta: Fica?

Vegeta estende a mão para ela. Ela corresponde. Eles ficam ali, em silêncio, olhando para o céu, ela adormece.

O Dia seguinte chega. Goku chega na Terra, o torneio começa, Majin Boo desperta e Vegeta morre. Ele sabia que isso ia acontecer. E por ela e pelo filho se sacrifica. Ele finalmente entende o que é amor, o que é família. Por milésimos de segundos, passou um filme na sua cabeça. E a saudade que ele já sentia dela. E assim ele se foi.

Ela não entendia porque ele tinha feito tudo aquilo. Matou. Por isso estava tão amável na noite passada? Porque ia embora, voltaria a ser o Vegeta que era quando chegou na Terra? Sim, por isso todo aquele amor, era uma despedida.

Horas depois, Bulma recebe a notícia da morte do seu amor, e que por ela, pelo filho e pela Terra, ele tinha sacrificado tudo. Se sentiu feliz. Era a primeira vez que lutava por alguém. Mas se sentia triste porque o resto do mundo estava salvo, todos voltariam a ser felizes mas...e ela? Só tinha certeza de uma coisa: Que o amaria pelo resto de sua vida e que ia esperar a hora de vê-lo novamente. Ninguém tomaria o lugar dele...ninguém!

 

 

 

 

Pois é, revendo a saga do Boo e vendo o sacrifício que ele fez, comecei a pensar...será que ele sentiu que ia morrer? Porque dizem que quando se vai morrer a gente pressente, né?? Acho que isso deve ter acontecido com ele também!! Ah esse fic foi escrito ao som de My Sacrifice - Creed.

 

 

 











Comentar Este Texto VIA FF-SOL
Visualizar Todos os Comentários VIA FF-SOL (8 Comentários Atuais)



Unknown - 2008-10-29 23:44:17
Nossa... muito linda! Muito bem pensado... Adorei!Foi bem triste, eu chorei, mas gostei d+! Perfeita!!!




Jajah - 2008-07-22 04:22:44
Gostei da hist e nunk pensei q por acaso ele poderia ter pressentimento sobre sua morte... Mas ficou mt triste, deu até vontad d chorar. Tudo bem q qdo ele morreu eu ñ conseguia parar d chorar por hrs (mas isso ñ vem ao kso >_<), mas talvez eu esperasse outra reação da Bulma. Mas mesmo assim, gostei da criatividade... =) =*




marykofdb - 2007-08-15 22:54:50
pow mt legal! mt legal msm! parabéns!




Kurai-Sama - 2006-11-05 21:13:10
Lindo...! Realmente... Quem sabe ele não sentiu? Mas... Enfim... Bjo! Esse fic tah ótimo! \o7




Mmb1579 - 2005-11-10 21:39:26
Nossa, como ficou linda essa fics...




Ritagarcia_ange - 2004-12-28 00:41:00
Muito linda essa fic, parabéns ;)




Unknown - 2004-11-07 17:54:00
muito linda. Parabéns!






Comentar Este Texto VIA FF-SOL
Visualizar Todos os Comentários VIA FF-SOL (8 Comentários Atuais)
 

 

 

 


Esta página faz parte do site FF-SOL